Categoria: Compra e Venda

Morar em Copacabana: veja 5 vantagens

 

Quando falamos no Rio de Janeiro, muitas pessoas lembram-se automaticamente de Copacabana. É um dos bairros mais famosos do Brasil: palco de diversos filmes, o bairro está eternizado também na música popular brasileira. Para quem deseja morar em um lugar completo, com opções de lazer para todas as idades, encontrar um apartamento em Copacabana é uma ótima pedida. 

 

E quais são as vantagens de morar em Copacabana?

 

1 – Praia

A praia mais famosa do mundo é um dos principais pontos turísticos do Rio de Janeiro. Sempre bastante movimentada, a praia carioca reflete a imagem do Rio. Imagine morar a poucos metros de distância deste belo cenário para relaxar após aquele dia cansativo.

 

2 – Localização 

O bairro conta com uma grande quantidade e variedade de comércios, você não precisará se preocupar com mercados, padarias, lojas de roupas, produtos para a casa, bares, restaurantes, salões de beleza… o bairro realmente oferece opções para todos os tipos de consumo. E quanto ao transporte? Esqueça carro! Em Copa, você pode fazer tudo a pé, de metrô ou de bicicleta. 

 

3 – Entretenimento 

Copacabana conta com diversas opções de diversão. Além de esportes ao ar livre, você pode escolher ir ao cinema, teatro, museu e muito mais. A vida noturna também está garantida para os que gostam de dançar até a madrugada.

 

4 – Gastronomia

Com diversas opções gastronômicas, o bairro conta com restaurantes variados e premiados. Não esqueça também de conhecer os bares, ótima pedida para aquele happy hour com os amigos. 

 

5 – Infraestrutura 

O bairro conta com diversas escolas públicas, tradicionais colégios particulares e faculdades. Além de possuir diversas farmácias espalhadas pelo bairro, conta com hospitais particulares, públicos e uma UPA.

Vantagens de morar em condomínio fechado

 

Você já pensou em morar em condomínio? Hoje em dia, muitos brasileiros têm optado por viver nesse tipo de residência. Encontrar um lugar que propicie uma melhor qualidade de vida, com boas opções de lazer é o sonho de muitas pessoas. 

 

Se você ainda está em dúvida, confira as vantagens de viver em condomínio: 

 

1 – Segurança

A segurança é o principal motivo que leva as pessoas a pensarem em se mudar para um condomínio, já que muitos contam com um sistema de segurança com câmeras, rondas, portaria 24h, biometria e outras tecnologias. 

 

2 – Área de Lazer completa

Condomínios maiores e mais recentes costumam oferecer áreas de lazer contam com piscinas, saunas, churrasqueiras, salão de festas, quadra de esportes e muito mais! Você pode contar com toda estrutura de um clube no “quintal” da sua casa.

 

3 – Privacidade

A privacidade segue sendo um dos fatores primordiais ao pensar em morar em condomínio. Com o necessário controle de entrada e saída de visitantes, eliminam-se as constantes visitas que podem incomodar ou atrapalhar o seu dia a dia (vendedores, religiosos, associações etc).

 

4 – Mais praticidade no dia a dia 

A infraestrutura do condomínio facilita muito a vida dos seus moradores. Por exemplo, você não precisa se deslocar para ir para academia ou fazer uma caminhada. Além de não precisar se preocupar com as manutenções que devem ser feitas nas áreas comuns, diferente de uma casa. 

 

5 – Redução de custos

Imagina manter toda infraestrutura que um condomínio oferece sozinho? O custo seria extremamente alto. Ou seja, o valor acaba sendo baixo para tudo que um condomínio oferece. 

Despesas cartoriais na compra do imóvel: quem é o responsável pelo pagamento?

Comprar um imóvel é muito mais do que apenas procurar um que se encaixe em suas necessidades, acertar o pagamento e se mudar. O processo envolve muitas outras etapas menos conhecidas e que podem trazer muitas dúvidas ao novo proprietário.

Uma das principais questões é a documentação necessária para a compra e venda e para a regularização do imóvel. Essa papelada sempre acaba gerando um custo extra, visto que precisa ser regularizada por um cartório. Sendo assim, muita organização é necessária, para que estes custos “extras” estejam dentro do orçamento geral do comprador.

Mas afinal, quem é o responsável pelo pagamento destas despesas?

Exceto em casos de acordos especiais entre as partes, quem deve arcar com os custos cartoriais é sempre o comprador. Segundo especialistas em direito imobiliário, é essencial que o novo proprietário saiba que terá gastos, como o ITBI, o registro e a escritura. Ao ter essa noção, o processo de negociação será mais tranquilo e sem surpresas desagradáveis no futuro.

Qual é o papel dos cartórios nessas negociações?

Os cartórios de registros de imóveis são responsáveis por guardar a documentação referente a esse tipo de bem. O registro do imóvel, por exemplo, comprova quem é o proprietário, constando as principais características da casa ou apartamento. A escritura, que é uma preocupação imediata para quem for pagar o imóvel à vista, é de responsabilidade do tabelião, e será cobrada imediatamente. Ela somada ao ITBI e ao registro podem somar entre 5 e 6% do valor do imóvel.

Vale destacar que o valor gasto com essa documentação pode variar de acordo com as taxas e impostos cobrados em cada lugar do país, além do preço do imóvel, se foi pago através de financiamento ou à vista, entre outros fatores.

Para que a negociação ocorra de forma tranquila e sem grandes surpresas, é importante que os compradores se programem para arcar com o valor do imóvel em si e estes custos extras. Isso é fundamental pois, se o comprador não o fizer, ele pode sofrer algum tipo de restrição caso o antigo dono tiver algum problema e o bem não estiver em seu nome.


Warning: html_entity_decode(): charset `ISO-8559-1' not supported, assuming utf-8 in /home/atlantid/public_html/blog/wp-includes/general-template.php on line 3237
1 2 3 15