Categoria: Mercado

Inflação do aluguel é de 17,94% em 12 meses

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel em todo o país, registrou inflação de 4,34% em setembro deste ano, taxa superior aos 2,74% de agosto. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), com o resultado o indicador acumula 14,40% no ano e 17,94% em 12 meses.

A alta de agosto para setembro foi puxada pelos três subíndices que compõem o IGP-M. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, passou de 3,74% em agosto para 5,92% em setembro.

O Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, subiu de 0,48% em agosto para 0,64% em setembro. Já o Índice Nacional de Custo da Construção passou de 0,82% em agosto para 1,15% em setembro.

Fonte: Agência Brasil

Mercado imobiliário apresenta boa recuperação em julho, apontam dados do Secovi Rio

A fase crítica para o mercado imobiliário por conta da crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus já começa a dar sinais de recuperação e gerar boas perspectivas ao setor.

Segundo levantamento do Centro de Pesquisas e Análise da Informação do Secovi Rio, com base em dados da Prefeitura do Rio de Janeiro, o número de negociações imobiliárias residenciais e não residenciais na cidade apresentou crescimento significativo no mês de julho de 2020, chegando a se igualar aos números registrados nos anos de 2019 e 2018.

Esse resultado gera otimismo para o segundo semestre do ano e reforça que o cenário mais desafiador, entre março e maio, conseguiu ser superado.

“O isolamento social trouxe reflexos para vários setores e gerou grande insegurança, especialmente nos meses de março e abril. Mas a flexibilização da quarentena e o retorno das atividades econômicas possibilitaram novas negociações e contratos, o que traz otimismo ao mercado e mais oportunidades”, destaca Maurício Eiras, coordenador estatístico do Secovi Rio.

Confira os gráficos do Cepai abaixo!

 

Procura por aluguel e compra de casas cresce cerca de 33% na Região Serrana do Rio

A procura por aluguel e compra de casas na Região Serrana do Rio aumentou cerca de 33%. Os dados são da Associação Brasileira de Imobiliária, que registrou a alta na comparação com o mesmo período do ano passado.

A sócia de uma imobiliária da região, Vania Costa, ressalta que chegou a notar crescimento de 70% na locação de imóveis na região no período da pandemia.

O diretor da Associação Brasileira de Imobiliária, Marcelo Borges, acredita que o aumento na procura seja porque as pessoas perceberam que é possível trabalhar de forma remota e, por isso, preferem escolher um local mais tranqüilo para morar.

Já na capital, a situação é oposta. O Sindicato de Habitação do Rio, o Secovi, realizou um estudo com dados da Prefeitura do Rio e do Centro de Pesquisas e Análise da Informação (Cepai) e constatou uma queda de 16% nas transações imobiliárias residenciais e não residenciais na capital do Rio.

Fonte: Band News FM


Warning: html_entity_decode(): charset `ISO-8559-1' not supported, assuming utf-8 in /home/atlantid/public_html/blog/wp-includes/general-template.php on line 3237
1 2 3 41