O uso do bambu nas construções

Na agricultura, quando se encontra bambu em seu terreno, normalmente, não é uma coisa boa, já que ele se espalha rapidamente e é resistente quando tentam removê-lo. Porém, estudos atuais pretendem mudar a má-fama da planta, aproveitando suas qualidades. Continue lendo o post e fique por dentro dessa novidade!

A fim de aproveitar o bambu como reforço em placas feitas de outras madeiras, que serão usadas em pisos e móveis, por exemplo, pesquisas estão sendo feitas. Tais estudos já permitiram, inclusive, a produção de um compósito (material gerado pela combinação de elementos distintos) que une o bambu à madeira de pinus.

O pinus, material abundante e que já era usado na confecção de painéis EGP (Edge Glued Panel), que são painéis de madeira colados lateralmente, tem pouca resistência mecânica, porém, combinado com o bambu, forma um material poderoso.

Para se ter uma noção da força e resistência desse material, a densidade da dupla pinus-bambu  é semelhante àquela encontrada em madeiras de lei, como a garapa e a tatajuba, usadas na construção civil (produzindo vigas e assoalhos, por exemplo), em marcenarias e, também, na construção naval.

Já é vendido o piso de bambu, conhecido por sua resistência e beleza. Mas ainda não são produzidos no Brasil, portanto, são importados. Contudo, o potencial do nosso país nesse quesito é gigante, já que existem, só na Amazônia, cerca de 160 mil km² de florestas tabocais, onde há alta concentração de bambu.

Em alguns países, como na China e na nossa vizinha Colômbia, casas e edifícios são erguidos com o bambu sendo usado na sua estrutura. Porém, isso ainda não é possível no Brasil, já que nem máquinas especializadas para o manejo dele existem por aqui.

Portanto, ainda há muito a evoluir nesse assunto. O mais importante, que é reconhecer como algo que era considerado lixo pode ser um importante e resistente material, já foi feito. O que resta, agora, é concluir os estudos acerca disso, levando o Brasil a aproveitar essa importante matéria-prima. E você, fica feliz com o novo uso do bambu? Já conhecia essa característica dele?

Eduardo Paes decreta feriado dia 4

Prezado Cliente

O prefeito Eduardo Paes decretou feriado na cidade do Rio de Janeiro nessa quinta-feira, dia 4 de agosto.

Pelo exposto, informamos que não haverá expediente na Atlântida.

Com isso, já temos até o momento 4 feriados confirmados no Rio: dias 4, 5, 18 e 22 de agosto.

Importante lembrar que uma lei aprovada em 2015 pela Câmara de Vereadores do Rio dá poderes ao prefeito para que ele decrete novos feriados durante os Jogos, caso haja necessidade.

Atenciosamente,

Atlântida Administradora

 

Feriados olímpicos alcançam empregados de condomínios?

Na próxima sexta-feira (5/8) começam as Olimpíadas. De acordo com o Decreto nº 41.867, de 21/06/16, publicado no Diário Oficial do Município em 22 de junho, haverá feriados nos dias 5 (sexta-feira, cerimônia de abertura), 18 (quinta-feira, prova de triatlo) e 22 (segunda-feira, grande fluxo nos aeroportos). O segmento abrangido pelo Secovi Rio, quer seja das empresas de compra, venda, locação e administração de imóveis, quer sejam os condomínios comerciais e residenciais do município do Rio, estão abrangidos pelo feriado.

O Departamento Jurídico do Secovi Rio esclarece que, em se tratando de empreendimento cuja atividade principal é condomínio predial, e sendo a natureza jurídica de condomínio edilício, os empregados, se trabalharem nestes dias, terão direito a uma folga compensatória na mesma semana ou à remuneração em dobro.

Ficaram excluídas do feriado as atividades de comércio de rua, bares, centros comerciais, shoppings, galerias, estabelecimentos culturais e pontos turísticos que, em virtude do grande número de visitantes, deverão funcionar normalmente.

(Secovi Rio)


Warning: html_entity_decode(): charset `ISO-8559-1' not supported, assuming utf-8 in /home/atlantid/public_html/blog/wp-includes/general-template.php on line 3237
1 216 217 218 219 220 261