Divulgação do Disque 100 Racismo deverá estar presente em todos os prédios comerciais do Rio de Janeiro

Desde o dia 4 de novembro se tornou obrigatória a divulgação de avisos do Disque 100 Racismo nos condomínios comerciais. O número é um serviço de utilidade pública do Ministério dos Direitos Humanos para ser utilizado em casos de denúncias de discriminação racial.

A obrigação veio por meio do Decreto de nº 46748 e é válido para todo o município do Rio de Janeiro. Quem descumprir a ordem está sujeito a multa de mil reais, podendo ser dobrada em caso de reincidência. O prazo para adequação é de 90 dias contados da publicação do Decreto.

Além dos condomínios comerciais, outros tipos de estabelecimentos também estão inseridos nesta obrigatoriedade. Clique aqui e veja o documento na íntegra.

Mulheres são quem mais compram na Tijuca

A Tijuca é um bairro com peculiaridades que interferem diretamente nos projetos das incorporadoras. Para saber quais as especificidades de seu público e alinhar melhor as estratégias, a RJZ Cyrela fez uma pesquisa para os lançamentos da Grande Tijuca.

Nela, constatou-se que as mulheres correspondem a mais da metade do número de compradores de imóveis nos bairros da Grande Tijuca: 54%.

O levantamento revelou ainda que a maior parte das unidades é ocupada por dois moradores e que duas faixas de idade prevalecem. No primeiro perfil, são casais da terceira idade que querem mudar para um imóvel maior. No outro, jovens casais, lá pelos 30 anos, que juntam as economias e compram um apartamento pensando na família que vão formar.

Um outro dado do estudo Inteligência de Mercado da RJZ Cyrela mostra que, até agora, a região da Grande Tijuca registrou R$ 250,6 milhões de Valor Geral Lançado (VGL) e R$ 131,6 milhões de Valor Geral de Vendas (VGV).

Em relação aos valores, o Sindicato da Habitação (Secovi Rio) fez um levantamento sobre os valores do metro quadrado na Tijuca a partir de três bases.

Entre janeiro e setembro de 2019, o custo do metro quadrado dos apartamentos na Tijuca nas escrituras dos imóveis ficou em R$ 5.520. Das casas, em R$ 4.693.

Quando os dados são baseados na avaliação da prefeitura para cobrança do ITBI, no mesmo período, apartamentos têm média de R$ 6.309 e as casas, de R$ 5.432 o m².

E mais: no levantamento com o valor de mercado analisado pelo Centro de Pesquisa e Análise da Informação do Secovi, as médias são de R$ 6.503 e R$ 5.417, respectivamente.

FONTE: O Globo, Morar Bem

Fique em dia com as contribuições!

Com o objetivo de facilitar a vida dos seus representados, o Secovi Rio dividiu a contribuição assistencial em duas parcelas e o vencimento da 2ª já é dia 14 de novembro. É o pagamento da contribuição que garante a continuidade desse trabalho tão importante para o mercado imobiliário e universo condominial.

Os condomínios e as empresas contribuintes têm uma série de benefícios exclusivos, como descontos em pesquisa de indicadores do Cepai e nos cursos da UniSecovi Rio, e acesso aos serviços oferecidos pela entidade, dentre eles, atendimentos jurídicos presenciais e por telefone, consultas jurídicas, sessões de mediação e revisões de convenção, regulamento interno e contratos.

Além disso, a presença do Sindicato da Habitação junto aos Poderes Legislativo e Judiciário garantem a defesa dos interesses do seguimento. Foi por meio desse trabalho que a tentativa de cobrança do ISS sobre a locação de bens móveis foi afastada e os condomínios não são mais obrigados a contratar jovem aprendiz, por exemplo.

A missão do Secovi Rio é contribuir para o crescimento e fortalecimento de seus representados e pretende continuar sendo referência na defesa desse universo. Por isso, fortaleça quem te representa e fique em dia com as contribuições. Clique aqui para emitir a guia da 2ª parcela.


Warning: html_entity_decode(): charset `ISO-8559-1' not supported, assuming utf-8 in /home/atlantid/public_html/blog/wp-includes/general-template.php on line 3237
1 2 3 4 5 6 263