Tag: pets

Animais em condomínios: Regras que evitam dor de cabeça

 

Neste sábado, 14 de março, comemoramos o Dia Nacional dos Animais. Essa data foi escolhida para conscientizar as pessoas sobre os cuidados que devem ser dados aos animais.

 

Dentro dos condomínios residenciais, existe aquela velha história relacionada aos animais domésticos: O condomínio pode ou não pode proibir que os moradores criem seus pets dentro de casa?

 

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), decidiu em 2019, que convenções de condomínios residenciais não podem proibir moradores de criar animais em apartamentos ou casas. Pelo entendimento da Turma, a proibição só se justifica se o animais representar risco à segurança, higiene, saúde ou ao sossego dos demais moradores. 

 

Embora essa decisão já tenha sido tomada, diversos vizinhos de criadores de pets, distribuem reclamações como barulho excessivo, mau cheiro, e sujeira. O condomínio é um local onde a boa convivência precisa ser preservada, logo, alguns cuidados devem ser seguidos para evitar atritos. Confira: 

 

  • Bom senso em primeiro lugar.
  • Cuide bastante da saúde do seu animal, assim pode-se prevenir a transmissão de doença para pessoas ou para outros pets do condomínio.
  • Não seja inconveniente a ponto de criar uma quantidade grande de gatos ou cachorros dentro de seu apartamento. 
  • Recolha sempre as necessidades de seus animais. 
  •  Mantenha os animais nas coleiras ao passear nas áreas comuns.
  • Respeite os locais proibidos.

Quais os cuidados que devemos tomar com os pets durante o inverno?

O inverno chegou e, com ele, algumas preocupações. Entre elas está, por exemplo, os cuidados especiais que devemos ter com os pets durante esse período. Pensando em te tranquilizar e ajudar, separamos esse tema para a matéria de hoje. Confira várias informações importantes, a seguir.

Para ficar mais fácil, resolvemos separar nossas dicas por grupos de animais:

Cachorros

Nessa época do ano, os filhotes e os cães idosos são os mais prejudicados, sentindo mais frio do que cães adultos devido à pelagem não tão eficiente e a camada de gordura menos espessa. Os idosos tendem, ainda, a sentir dores na coluna e nas articulações. Por isso, algumas dicas valiosas são:

  • Não deixe seu animal pegar chuva ou ficar no vento;
  • Use caminhas com isolantes térmicos, que evitam que o colchão fique em contato com o chão frio;
  • Deixe a disponibilidade do animal pedaços de tecido, para que possa se aquecer;
  • Utilize roupas quentes em filhotes e cães idosos de pelo curto;
  • Escolha a hora mais quente do dia para dar banho no bichinho, utilizando água morna;
  • Tendo pouca sujeira, opte pelo banho seco (gel ou lenço umedecido).

Gatos

Seus cuidados são semelhantes aos com os cães. Se o bichano tiver com as extremidades do corpo (como patas e pontas das orelhas) geladas, significa que ele está sentindo frio. Alguns cuidados:

  • Estimule o banho de sol;
  • Opte pelas camas do tipo iglu, pois eles adoram se esconder;
  • Mantenha a cama protegida ou forrada com um tecido grosso ou edredom;
  • Vista os gatos de pelagem muito curta com roupinhas.

Pássaros

O frio e o vento fazem as aves passarem mal. Por isso, é essencial seguir algumas dicas, como:

  • Evite deixá-los perto de qualquer corrente de ar;
  • Promova banhos de sol para manter sua temperatura corporal;
  • Cubra a gaiola, à noite, com uma lona ou tecido escuro (como o cetim preto);
  • Se estiver muito frio, coloque uma lâmpada de cerâmica ou aquecedor no ambiente onde ficar a gaiola.

Roedores

Bichinhos como o hamster e a chinchila precisam de alguns cuidados simples, parecidos com os das aves:

  • À noite, proteja a gaiola com alguma lona ou tecido escuro;
  • Forre a gaiola com papel picado, que funciona como um isolante térmico e é fácil de ser trocado;
  • Compre casinhas para o pet se esconder e aquecer.

Peixes

Seus cuidados podem variar muito, já que há espécies de água quente, e outras de água fria. Por isso, é necessário conhecer bem o animal que você tem em casa para, assim, melhor cuidá-lo. É importante checar, com frequência, a temperatura dos aquários.

Répteis

Cobras, iguanas, jabutis e tartarugas precisam de atenção especial porque sua imunidade também cai nesse período.

  • Compre placas de aquecimento para colocar no aquário;
  • Use lâmpadas de cor vermelha, mais confortáveis para os bichinhos, ou de cerâmica;
  • Para tartarugas de água, estimule o banho de sol.

E então, o que achou de nossas sugestões?! Esperamos que tenha gostado e que sejam úteis para deixar seu bichinho mais confortável, aquecido e protegido nessa época mais fria do ano. Lembre-se que tratar bem seu animalzinho, zelando pela sua saúde, é primordial!