Escalada da Selic deixa o financiamento imobiliário 20% mais caro

As consecutivas altas da Selic já encarecem em 20% o valor do financiamento imobiliário de quem se prepara para pegar o crédito no banco. A elevação da taxa básica de juros afeta todos os novos financiamentos de imóveis.

A renda média exigida para dar entrada em um apartamento de R$ 450 mil passou de R$ 13 mil, no ano passado, para R$ 16 mil.

Utilizada pelo Banco Central para controlar a inflação, a taxa básica de juros saiu de 2% em janeiro de 2021, está em 13,25% e deve subir novamente em agosto. Além de servir de referência para a cobrança de juros e encargos no financiamento, a Selic também impacta nas faixas de renda para contratação do crédito.

Quando a Selic estava em 2% ao ano, os bancos cobravam uma taxa de juros de 7% ao ano nos financiamentos habitacionais. Esta taxa agora está entre 8% e 10%, e os bancos ainda não a reajustaram com a nova Selic.

Simulação* Financiamento de um Imóvel de R$ 450 Mil
  TAXA SELIC
  2% Atual
1ª Parcela R$3.794,36 R$4.838,36
Renda Necessária (entrada de 30%) R$12.647 R$16.128
Total do Financiamento R$909.258 R$1.097.700
*Simulação feita pela Anefac, para o prazo de 30 anos (360 meses) pelo SAC (Sistema de Amortização Constante)

Deixe seu comentário:

Seu comentário*

Seu nome: *
Seu site: